Clube Regional Rádio Clube AM de São Manuel

fale com a clube

23/08/2018

Dá para evitar as doenças degenerativas

Apesar de afetarem funções vitais de maneira crescente, algumas doenças degenerativas são comuns de acordo com a idade e não necessitam de preocupação.

O envelhecimento é um processo natural que acontece de maneira sutil, todos os dias. E para envelhecemos com saúde, é preciso aprender a lidar com esses desgastes, amenizando os seus efeitos e se adequando para esta nova fase, geralmente caracterizada pela diminuição de mobilidade e dores, que podem ser crônicas ou momentâneas.

O que acontece é que com o passar dos anos, as doenças caracterizadas como degenerativas vão se instalando e comprometendo as funções vitais do organismo, prejudicando células, tecidos e músculos. A grande questão é que cada idade gera uma alteração física e muscular e estas mudanças, apesar de degenerativas, são normais e não podem ser consideradas um problema grave.

Lesões de ombro, de disco e de menisco, assim como a hérnia de disco e a artrose de joelho são alguns destes exemplos que levam diariamente muitos pacientes aos consultórios de fisioterapia. “Muitos chegam aqui extremamente preocupados, mas procuro sempre alertá-los que estes diagnósticos são normais, de acordo com a idade e que assim como não é possível evitar que o cabelo branco apareça e se instale, não temos muito como fugir destas doenças” – resume Bernardo Sampaio, diretor clínico da unidade de Guarulhos do ITC Vertebral.

Uma vida menos sedentária na juventude, bem como cuidados básicos com a saúde e alimentação fazem toda a diferença para o agravamento ou não, destas doenças degenerativas, mas pequenas mudanças de hábito e ajustes com exercícios e atividade física (com acompanhamento de um profissional e definidas de acordo com a necessidade individual de cada paciente), é possível sentir de maneira menos agressiva a chegada da idade e a instalação destas doenças. “O fato de dizer que são situações normais para a idade não diminui a atenção e o cuidado com elas. O tratamento precisa ser realizado com atenção e iniciado, o quanto antes” – conclui.

Bernardo Sampaio é o fisioterapeuta responsável pela Unidade de Guarulhos do ITC Vertebral e do Instituto Trata. O profissional é também diretor regional da Associação Brasileira de reabilitação de coluna - ABR Coluna. Com experiência em fisioterapia ortopédica, traumatologia e esporte, possui especialização em fisioterapia músculo esquelética, aprimoramento em membro superior e oncologia ortopédica pela Santa Casa de São Paulo. Graduado pela PUC- Campinas com formação em osteopatia clínica pela Académie de Thérapie Manuelle Et Sportive (Belgica), é também autor do artigo Whiplash no livro hérnia de disco e dor ciática do Dr. Helder Montenegro. Saiba mais em:www.institutotrata.com.br e www.itcvertebral.com.br

comentários

aniversariantes

    Hoje » 5 pessoa(s)
  • Andréia
  • Alex
  • Viviane
  • Viviane
  • Tiago
+ aniversariantes
 
© Copyright 2012 Rádio Clube de São Manuel Ltda
Desenvolvido por Natus Tecnologia