Denúncias apontam que Paulo Cupertino teria passado por Botucatu
Há dois registros de denúncia sobre uma possível passagem do criminoso pela cidade
Rádio Clube 18/05/2022 11:07h
Denúncias apontam que Paulo Cupertino teria passado por Botucatu
Foto: Reprodução.
O empresário Paulo Cupertino Matias, réu pelo assassinato do ator Rafael Miguel e dos pais dele, preso nesta segunda-feira (16), em São Paulo, passou por mais de 300 endereços nos dois primeiros anos de fuga, incluindo Botucatu. Há dois registros de denúncia sobre uma possível passagem do criminoso pelo município.
Segundo denúncias recebidas, ele passou por dez estados do Brasil, além de Paraguai e Argentina.
Além das denúncias que chegavam no Disque Denúncia e Web Denúncia, a polícia também recebia outras informações a partir de investigações.
O crime ocorreu em 9 de junho de 2019. Cupertino foi preso por policiais da 6ª. Seccional que encaminharam o preso para o 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo.
Segundo o delegado da 6ª seccional, a equipe de policiais recebeu uma informação de que Cupertino estaria na capital paulista, foram checar e encontraram o procurado.
Segundo o Instituto São Paulo Contra a Violência, ele teria passado por 25 cidades paulistas, oito municípios de sete estados brasileiros e na Argentina, além de outros cinco locais não identificados.
Somente na cidade de São Paulo, Cupertino teria passado por 74 endereços diferentes.
 
ESTADO DE SÃO PAULO
Cidades onde foram registradas denúncias:
  • Barueri: 1;
  • Botucatu: 2;
  • Bragança Paulista: 1;
  • Campinas: 1;
  • Diadema: 1;
  • Embu Guaçu: 2;
  • Guarulhos: 3;
  • Ilha Comprida: 1;
  • Itatiba: 3;
  • Jacareí: 1;
  • Jarinu: 1;
  • Jundiaí: 1;
  • Marília: 1;
  • Osasco: 1;
  • Pedreira: 2;
  • Penápolis: 1;
  • Praia Grande :1;
  • Santa Fé do Sul: 1;
  • Santo André: 4;
  • São Bernardo do Campo: 2;
  • São José dos Campos: 1;
  • São Paulo: 37;
  • São Pedro: 1;
  • São Sebastião: 2;
  • Valparaíso: 1.
TOTAL: 74 endereços
 
O crime
De acordo com o Ministério Público (MP), o empresário assassinou a família porque não aceitava o namoro de Isabela Tibcherani, a sua filha de 18 anos à época, com o artista. Vídeos gravados por câmeras de segurança mostram o momento em que ele atira 13 vezes em Rafael, que tinha 22 anos, e nos pais do ator: João Alcisio Miguel, de 52, e a mãe Miriam Selma Miguel, 50.
Cupertino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. Ele, que atualmente tem 50 anos, nunca constituiu um advogado para defendê-lo. Além do empresário, dois amigos dele são réus no mesmo caso por terem ajudado o assassino a fugir.
 
Fonte: G1.
comentários
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp da clube (14) 99711-2555

Todos os direitos reservados © Clube Regional 2022 - [email protected] - telefone: (14) 99711-2555